Usando malas na decoração

Dar uma cara nova a objetos antigos/velhos/esquecidos é algo que eu gosto tanto, que muito vezes eu até acho mais legal do que comprar uma coisa nova, acredita? E quando são com peças vintage/retrô, eu gosto mais ainda. Eu já vi algumas vezes esse modelo de mala mais antiguinha – que é retangular e durinha, lembrando muito uma caixa ou um baú – sendo usada na decoração, amontoadas uma em cima da outra ou com pés palitos fixados nela, dando a função de mesinha lateral em ambos os casos. Mas dá pra fazer várias outras coisas com essa peça tão linda, então se você tiver uma em casa, presta bem atenção.

Com função de mesinha ou aparador, com os pés de bambu cruzado. Uma gracinha, né?

Já aqui, as malas foram divididas e usadas na parede como prateleiras, cada uma sendo usada de forma diferente.

Além de ter rodinhas nos pés, dando uma mobilidade à masa-mela, aqui ela foi encaixad anum ambiente comercial e ficou bem legal e diferente.

Seguindo a ideia de funcionar como prateleiras, mas, dessa vez, as malas foram cortadas e apenas a parte superior onde fica a alça de carregar foi usada. Não dá pra ter certeza se foram malas reais que usaram para dar esse efeito mas, 1 – dá pra fazer com malas, sim e 2 – dá pra fazer uma malinha fake e usar como prateleiras. Seja como for, fica lindo, né?!

 

O charme, aqui, se por conta da harmonia entre as cores e com os detalhes cobre das malas combinando com os da luminária.

Mais uma vez as malas sendo usadas na parede e mais uma vez podemos notar diferenças e utilidades novas pra elas.

Com pés de metal estilo mesinha de bar, aqui a mala virou um mini bar super fofo pra você disponibilizar suas bebidas.

Essa, com certeza, foi uma das minhas preferidas e a que eu fiquei mais tentada a fazer. Por que não transformar sua mala em uma mini penteadeira. Dá pra mandar fazer moldura de espelho camarim, assim como as divisórias para serem usadas no interior da mala. Caso queira fazer algo mais simples, dá pra usar caixinhas prontas ou aquelas cestinhas de plásticos que a gente usa muito em banheiro, sabe? O que vale mesmo é ser bem criativo.

Fazendo as vezes de recamier, ter as malas assim aos pés da cama, além de ter a função decorativa pode ser bem útil pra guardar roupa de cama ou algo que você não precise estar pegando constantemente.

Uma outra mala-penteadeira com cestinhas de vime e vazinhos de flores. Um amor.

E aí, a cabeça fervilhou pra fazer alguma coisa com a sua? Eu, no momento, to olhando aqui pra minha e lamentando não ter mais espaço no quarto pra fazer algo bem bacana com a que tenho.

Decoração em Série: New Girl

New Girl é uma série de comédia americana estrelada por Zooey Deschanel e exibida pela Fox. Estreada em 2011, o primeiro episódio teve tanta audiência que fez com que a emissora encomendasse mais 11 episódios além dos 13 que já foram, previamente, negociados.

O enredo começa mostrando Jess – Jessica Day (Zooey Deschanel) em busca de um novo local pra morar, uma vez que descobriu que o seu (ex) namorado estava a traindo, e acaba caindo de paraquedas no apartamento de Nick (um bartender), Schmidt (uma espécia de Casanova atual) e Coach (um personal trainer). Este último, é, depois, substituído pelo personagem Winston, voltando, depois, em outra temporada – onde os 5 vivem juntos – e saindo da série novamente. O elenco é completado por Cece, a melhor amiga de Jess, modelo linda que deixa os meninos do apartamento de queixo caído.

Conforme a série vai se desenvolvendo, os laços de amizades entre todos vão se fortalecendo e você tem a sensação de que todos são uma grande família. Entre romances, jogos de bebidas saídas, noitadas, evoluções profissionais e tantas outras coisas normais que acontecem na vida de todo mundo, New Girl mostra com um humor leve e divertidíssimo a vida desses jovens adultos que poderiam, muito bem, ser o seu grupo de amigos. A série conta, ainda, com várias participações especiais, entre elas Jamie Curtis, Megan Fox, Justin Long, Zoe Lister-Jones e até mesmo Prince e o chefe de cozinha Gordon Ramsay (esses últimos fizeram papel deles mesmos).

Já sobre a decoração, o apartamento da turma é um sonho de consumo. Apesar de ter apenas um banheiro na maior vibe de banheiro de escola, o loft de piso superior conta com 4 quartos e uma super sala com janelões enormes; uma, inclusive, dá acesso à cobertura, onde já tentaram plantar algumas coisas e colocaram piscininhas de plástico por lá também rsrs. A sala é bem ampla e por todo loft é possível ver muita madeira, metal e tijolo aparente – elementos que eu AMO, inclusive -, mas sem ficar com um ar rústico.

O sofá de couro marrom em L é um dos meus itens favoritos (junto com a porta de correr de metal), pois além de enorme, ele é arrodeado por uma espécie de aparador com vários nichos e prateleiras cheinho de livros. Me passa uma super sensação de conforto e convite. O espaço é complementado pela cozinha tipo americana que conta com uma mesa larga com cadeiras diferentes e, também, com uma bancada de metal com banquetas altas. Acho um luxo! Além dos tons amadeirados, dá pra ver a presença forte do azul e em menor predominância vem o verde, laranja e outras cores que aparecem, apenas, em detalhes.

 O banheiro é misto e isso, pra Jess, foi um bocado estranho no começo. Imagina você dividir o seus “momentos íntimos” com mais três marmanjos. É claaaaro que há uma área reservada para o nº 1 (no caso das meninas) e nº 2, mas a hora do banho é somente separada pela cortina e as pias são constantemente divididas, inclusive muitos momentos de conversa se passam nesse cenário mesmo. Eu, particularmente, acho bem diferente e inusitado. Na vida real não sei como seria dividir um banheiro assim com tanta gente, mas visualmente eu gosto bastante da ideia.

Além da sala enorme, ainda tem espaço pra cada um ter seu quarto próprio (fico imaginando quantos m² deve ter esse apartamento) e vê-se a personalidade de cada um estampa nesses ambientes. Schmidt, que ama tecnologia, ternos bem feitos e tem uma super mania de organização, tem o quarto mais “adulto” de todos, com direito a um  closet mega organizado onde as roupas são divididas por cores e necessidades. Já Nick, que é o despojamento em pessoa,  podemos afirmar que é um bagunceiro acumulador e que não liga muito pra design e decoração. AMO que ele usa uns blocos de concreto pra improvisar uma estante e umas caixas de engradados também. Ps.: Não consegi fotos do quarto do Winston.

Por último, mas não menos importante, vem o meu quarto preferido. O quarto de Jess é onde ela pode colocar toda feminilidade e delicadeza dela e eu amo essa vibe mais fofa-flora-menininha-retrô fazendo contraste com a parede de tijolo aparente (que ta presente por todo o loft). A cor azul predomina em todas as paredes livres e, mais uma vez, os tons de verde e laranja também são bem presentes nos móveis, que tem uma pega mais retrô. Uma coisa bem legal e que já notei em muita série americana é usar dois móveis totalmente diferentes como criados-mudos, já notaram? raramente usam em parzinho como a gente tem costume aqui no Brasil e eu acho que fica bem legal também. No caso de Jess, a dupla é formada por uma cômoda de madeira de um lado e uma espécie de mesinha de canto branca do outro lado. Além de outras mesinhas, estante e cômoda, ela ainda tem um closet integrado, que tem a famosa porta de metal onde ________ (não vou contar pra não dar spoiler!).

E então, o que acharam da decoração dessa série? Quem ainda não assistiu e ficou com vontade de acompanhar? Quem já acompanha? Deixem aí nos comentários.