Como utilizar cobogós nos ambientes

Combobó, combogó, comogó, comongol, comungó… são muitas variações de um mesmo nome, mas todas querem dizer a mesma coisa. O cobogó é um elemento vazado, originalmente feito de cimento, que completa paredes e muros para possibilitar maior ventilação e luminosidade no interior de um imóvel, seja ele residencial ou comercial.

O seu nome deriva das iniciais dos sobrenomes de dois comerciantes e um engenheiro radicados no Recifes que o idealizaram: Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis. Com inspiração nas tramas de madeira vazadas comuns na arquitetura árabe, esse elemento foi idealizado e patenteado em 1929, em Pernambuco, o que faz desse item não apenas 100% brasileiro, mas 100% pernambucano (bairrista, sim e daí?).

Inicialmente, os cobogós eram feitos de cimento, mas com o passar dos anos o elemento foi se popularizando e sendo fabricado em diversos materiais, como vidro, cerâmica e resina. Sua popularidade se dá pela funcionalidade: além de servir como um divisor de ambientes, permitindo que “vaze” luz e ventilação, o cobogó também é muito querido pelo seu estilo, que ao mesmo tempo que promove a separação e integração dos espaços, uma vez que podemos ver através da parede, também funciona como elemento decorativo.

De tal modo, é seguro afirmar que o cobogó funciona em qualquer tipo de ambiente, seja em espaços maiores onde é necessário fazer uma separação de ambientes, sem a perda de circulação de ar e luminosidade, como também em ambientes pequenos, onde se faz necessário integrar ambientes.

A seguir, vamos ver alguns exemplos de como usar esse elemento em diversas situações.

Decoração em série – How I Met Your Mother

How I Met Your Mother é uma sitcom americana da CBS, que foi transmitida de 2005 a 2014, totalizando 9 temporadas. Tendo seu piloto exibido no ano posterior à última temporada de Friends, a série é, até hoje, comparada a sua antecessora, contendo várias semelhanças no seu enredo. Aqui no Brasil, a série foi exibida pela Fox e contava a história de 5 amigos nova iorquinos no auge dos seus 20 e tantos anos, onde o principal ponto de encontro era um pub incrivelmente instalado embaixo do prédio onde encontra-se o apartamento do personagem principal: Ted Mosby.

Inicialmente, o apartamento era dividido entre Ted e Marshal, melhores amigos desde os tempos da faculdade, mas já na 1ª temporada, o apartamento ganha uma nova moradora: Lily, noiva de Marshal. Entre idas e vindas de temporadas e namoricos, todos os personagens moraram nesse apartamento por algum tempo – menos o Barney – e, ainda assim, poucas mudanças são vistas em relação à decoração. Com exceção do sofá, que antes era marrom com uma manta vermelha e depois foi trocado por um totalmente vermelho (alguém lembra/reparou?), a decoração do apartamento pouco muda de acordo com as temporadas.

Não sei se nunca ficou claro ou se me falha a memória, mas nunca tive certeza se o apartamento era deles mesmo ou alugado, mas a verdade é que do jeito que pegaram, deixaram e isso é notável em alguns episódios onde algum personagem estava prestes a se mudar para/de lá. Buracos na parede, marcas de cimentos e outros descuidos são vistos em todo espaço, assim como há muita madeira e tijolo aparente, dando um ar bem cru e até meio masculino, mesmo tendo, em sua maior parte, alguma garota vivendo nele durante todas as temporadas. O toque diferente vai sendo dado através dos móveis e peças decorativas espalhadas por todo apartamento.

Pra entender melhor, essa é a planta do apartamento deles:Ted é um arquiteto, Marshal advogado e Lily artista plástica. É possível ver um pouco da personalidade de cada um espalhados pelo apartamento em forma de livros, pinturas, esculturas, tubos de desenho e maquetes. Móveis de design diferentes e muita madeira e pés palitos também são claramente visíveis. Mesa de desenho, um computador nada moderno, globo terrestre, muitas caixas de lápis e tranqueiras e pequenas réplicas de esculturas são encontradas por todo apartamento, especialmente no “home office” de Ted, que fica no canto da sala que dá direto para janela e saída para a sacada (tal qual o apartamento de Monica, de Friends, sorry!).

A lareira, que nunca vi ser usada, ta fazendo as vezes de um aparador e exibindo itens que parecem que foram herdados do seu avô. Em cima do piano (ou seria um teclado?) que só o Marshal tocava, o par de espadas medievais que já foram usadas para luta de meninos em um episódio, e obviamente acabou em merda.

Tijolinho aparente, estantes de livros e muitos, muitos posteres

O carrinho de bebidas e a pequena mesa redonda ficam logo na entrada da cozinha, que tem um passador onde dá pra ver os armários – bem antigos e americanos, diga-se de passagem – e bater aquele papo maneiro enquanto alguém está cozinhando, coisa que foi bem rara durante todas as temporadas.

Apesar dos móveis da cozinha não serem nada moderninhos e nesse tom de bege sem graça, mais posteres divertidos e muitas fotos coladas na porta da geladeira dão um toque mais pessoal.