Paredes geométricas – como mudar o ambiente gastando pouco

Conseguir dar uma cara nova a um ambiente sem gastar muito é sempre o desejo de todo mundo, especialmente pra quem como eu enjoa rápido e quer mudar de tempo em tempo. A vontade de mudar tudo, desde o mobiliário até os objetos de decoração é grande, mas a grana é curta então a gente quebra a cabeça pra ver o que pode ser feito dentro do orçamento apertado. E eis que surge a solução sempre infalível: tinta pra cima!

É certo que uma boa demão de tinta já dá uma bela mudada no ambiente, mas e se levarmos essas pinceladas a um nível acima? As pinturas geométricas tem ganhado cada vez mais espaço por sua versatilidade, facilidade e custo baixo. Com um galão de tinta, pincel e fita crepe, você pode fazer desenhos e recortes que vão fazer da sua parede a atração principal do ambiente. E o melhor: funciona em qualquer ambiente, seja quarto de casal, quarto infantil, sala quarto, banheiro…! O interessante aqui, é pensar em uma cartela de cores que combine com a sua vibe, com seu mobiliário e com seus acessórios.

Dependendo do tamanho da parede, você pode comprar os galões de tinta de 1l. Aqueles que são vendidos para fazer teste de cor, sabe? E pra quem quiser economizar ainda mais, eis uma dica preciosa: Você pode comprar um galão de tinta branca e comprar apenas os corantes nas cores que você quer e então misturar com a tinta branca até obter o tom desejado. Esses corantes tem um custo/benefício super válido, pois custam pouco e rendem muito, pois são super pigmentados e com apenas algumas gotinhas você consegue chegar no tom e pode ir acrescentando mais conforme queira mais escuro.

Dicas dadas, agora vamos partir pras inspirações? Eu mesma já to aqui articulando que cores usar pra fazer a minha própria parede geométrica!

 

Feliz ano novo – calendários e organizadores

A frase “ano novo, vida nova” é bem clichê, eu sei, mas é carregada da mais pura verdade. Começar um novo ano, pra mim, é como começar a preencher um caderninho em branco, cheio de folhas novas, prontas para receber novas palavras, novas histórias. E embora todo ano a gente faça aquelas resoluções que abandona já no primeiro trimestre, se tem uma coisa que eu quero pra 2018 é conseguir me organizar bem. Além de agendas, planners, skethbooks, etc, os calendários de parede são uma ótima de forma de ajudar na sua organização, seja ela semanal, mensal, anual…

Claro que isso não significa você usar aqueles calendários feios e sem graça que você ganha das empresas nas confraternizações de dezembro, pois você pode muito bem colocar a mão na massa e fazer seu próprio calendário usando itens de papelaria mesmo: papel contact, cortiça, cartolina, pranchetas. O que vale é usar a criatividade a seu favor para montar da forma que melhor te ajude a se manter organizado(a) durante todo o ano. Assim sendo, trouxe algumas imagens para servir como aquela boa e velha ~inspiração~.

Papel contact – Cole os quadradinhos (ou bolinhas, triângulos, corações, estrelas de Davi… rs) direto na parede, e vá modificando os dias e compromissos com giz de quadro. O papel contact preto fosco funciona como um “quadro negro”, de modo que você pode apagar os compromissos escritos a giz, e escrever tudo de novo!

Vidro – Você pode mandar adesivar um painel de vidro e, então, ir modificando com caneta própria pra vidro, daquelas que usam para anunciar os prêmios nas lotéricas, sabe? Cuidado para não usar caneta permanente e depois não conseguir apagar!

Aqui é a mesma ideia, mas as anotações e compromissos são anotados em papeis e então, colados na superfície de vidro adesivada, e não escrito com caneta, como no exemplo anterior.

Organizadores – Você pode criar uma composição de quadros, calendários, moodboards e organizadores. O legal aqui é que exista uma harmonia entre eles para não ficar com cara de bagunçado. Essa harmonia pode ser nos tamanhos, cores ou materiais utilizados.

Washi Tape – Com fita duréx colorida, washi tape e até mesmo fita isolante você pode determinar os espaços e ir colando os lembretes com post-it.

Pranchetas – Personalize a prancheta com tinta, tecido ou papel de scrap, imprima os calendários e/ou organizadores semanais/mensais e vá trocando as folhas conforme necessário. Você também pode fazer uma composição com quadros, bastidores e até mesmo outras pranchetas contendo fotos, ilustrações, etc.

Parede de lousa – Uma outra opção é ter a parede inteira pintada com tinta de lousa e então fazer dela inteira o seu mural, tanto escrevendo com giz, como usando post it para se organizar com seus dias e compromissos. Você pode fazer um colorido bem legal ou ir brincando com as cores, usar cada cor pra cada tipo de anotação e assim por diante.

Amostra de tinta – Tem um cartela de amostra de tintas encostado aí? Que tal usar suas cores preferidas ou um degradê de uma única cor para montar um calendário? Você pode montar da forma que quiser  e depois emoldurar com uma folha de vidro, que servirá para escrever suas anotações.

Cortiça – Fazer um mural de cortiça não é nenhuma novidade, então o segredo é inovar com itens diferentes, como fotos de diversos tamanhos, recortes, washi tapes, etc.

Calendários prontos – Se você presar pela praticidade de comprar um mural já pronto, o mercado oferece diversas opções para você escolher. E claro que isso não significa que ele deva ser sem raça, não é mesmo? Com canetinhas coloridas e muita criatividade, dá pra deixar o quadro bem animado e com a sua carinha.

E aí, qual o seu preferido? Estou bem tentada a fazer um de vidro com as cores do arco-íris no painel por baixo, e você?!