Às quartas postamos rosa – o glamour kitcsh do MaMa Kelly

O restaurante MaMa Kelly foi construído em 2017, nos arredores do Estádio Olímpico de Amsterdã e foi design do próprio co-proprietário, Rein Rambaldo, que se uniu à esposa Willemien e aos gestores Singha Witteman e  Bas Bloemink para lançar-se na empreitada gastronômica, inaugurando a primeira unidade do MaMa Kelly em 2010, em The Hague, a terceira maior cidade do país.

Apesar de ser um restaurante com apenas duas especialidades – frango e lagosta -, o MaMa Kelly tem um espaço de mil metros quadrados, conseguindo abrigar até 230 pessoas e o seu sucesso se deve, principalmente, ao seu design inundado pelo cor-de-rosa. A escolha pela cor foi por causa de Willemien, esposa de Rambaldo, que tem preferência pelo tom e notou que as mulheres são quem tomam decisões, inclusive em restaurantes.

Com  Design de Interiores caprichado, o espaço é glamouroso e elegante, mesmo com a ousadia em usar e abusar do pink, que vai desde o mobiliário e tecidos, até paredes e teto. Os detalhes em dourado dão um ar mais elegante, ao mesmo tempo que a iluminação e a presença de plantas e do piso de madeira clara, dão uma sensação de conforto.

Para quem curte um lugar totalmente instagramável, o MaMa Kelly é parada obrigatória em Amsterdã. Inclusive, adoraria ver um restaurante desses por aqui… Vocês conhecem algo do tipo?!

Às quartas postamos rosa – conhecendo La Panera Rosa

Em julho desse ano fiz uma viagem com meus pais, minha irmã e meu cunhado para Buenos Aires, na Argentina. Foi a minha primeira vez lá e na lista de motivos que a minha irmã usou para me convencer, estavam os inúmeros lugares interessantes que iríamos conhecer e as coisas gostosas que iríamos comer. #soudessas

La Panera Rosa estava nessa lista! Trata-se de uma “deli-market”, que é tipo um restaurante especializado em café da manhã, lanches e brunch, mas funciona durante todo o dia. Você pode ir para fazer um café da manhã reforçado para poder ir bater perna, almoçar, jantar ou apenas comer uma sobremesa. No nosso caso, nem chegamos a tanto, pois a refeição foi tão bem servida, que nem chegamos a experimentar nenhum doce.

O lugar é um encanto à parte. Tudo é rosinha, desde a decoração do ambiente até as louças e comidas (como um patêzinho que eles trazem para os pães/torradas, que é uma delícia, com um sabor meio azedinho). Descobri, depois, que existem várias unidades pela cidade. A que fomos fica na Recoleta, bem em frente ao cemitério, o que já fica bem prático pra quem vai fazer esse passeio. No nosso caso, passou batido pois estava chovendo muito, mas valeu a ida até lá somente para conhecer La Panera Rosa.