Decoração em série – How I Met Your Mother

How I Met Your Mother é uma sitcom americana da CBS, que foi transmitida de 2005 a 2014, totalizando 9 temporadas. Tendo seu piloto exibido no ano posterior à última temporada de Friends, a série é, até hoje, comparada a sua antecessora, contendo várias semelhanças no seu enredo. Aqui no Brasil, a série foi exibida pela Fox e contava a história de 5 amigos nova iorquinos no auge dos seus 20 e tantos anos, onde o principal ponto de encontro era um pub incrivelmente instalado embaixo do prédio onde encontra-se o apartamento do personagem principal: Ted Mosby.

Inicialmente, o apartamento era dividido entre Ted e Marshal, melhores amigos desde os tempos da faculdade, mas já na 1ª temporada, o apartamento ganha uma nova moradora: Lily, noiva de Marshal. Entre idas e vindas de temporadas e namoricos, todos os personagens moraram nesse apartamento por algum tempo – menos o Barney – e, ainda assim, poucas mudanças são vistas em relação à decoração. Com exceção do sofá, que antes era marrom com uma manta vermelha e depois foi trocado por um totalmente vermelho (alguém lembra/reparou?), a decoração do apartamento pouco muda de acordo com as temporadas.

Não sei se nunca ficou claro ou se me falha a memória, mas nunca tive certeza se o apartamento era deles mesmo ou alugado, mas a verdade é que do jeito que pegaram, deixaram e isso é notável em alguns episódios onde algum personagem estava prestes a se mudar para/de lá. Buracos na parede, marcas de cimentos e outros descuidos são vistos em todo espaço, assim como há muita madeira e tijolo aparente, dando um ar bem cru e até meio masculino, mesmo tendo, em sua maior parte, alguma garota vivendo nele durante todas as temporadas. O toque diferente vai sendo dado através dos móveis e peças decorativas espalhadas por todo apartamento.

Pra entender melhor, essa é a planta do apartamento deles:Ted é um arquiteto, Marshal advogado e Lily artista plástica. É possível ver um pouco da personalidade de cada um espalhados pelo apartamento em forma de livros, pinturas, esculturas, tubos de desenho e maquetes. Móveis de design diferentes e muita madeira e pés palitos também são claramente visíveis. Mesa de desenho, um computador nada moderno, globo terrestre, muitas caixas de lápis e tranqueiras e pequenas réplicas de esculturas são encontradas por todo apartamento, especialmente no “home office” de Ted, que fica no canto da sala que dá direto para janela e saída para a sacada (tal qual o apartamento de Monica, de Friends, sorry!).

A lareira, que nunca vi ser usada, ta fazendo as vezes de um aparador e exibindo itens que parecem que foram herdados do seu avô. Em cima do piano (ou seria um teclado?) que só o Marshal tocava, o par de espadas medievais que já foram usadas para luta de meninos em um episódio, e obviamente acabou em merda.

Tijolinho aparente, estantes de livros e muitos, muitos posteres

O carrinho de bebidas e a pequena mesa redonda ficam logo na entrada da cozinha, que tem um passador onde dá pra ver os armários – bem antigos e americanos, diga-se de passagem – e bater aquele papo maneiro enquanto alguém está cozinhando, coisa que foi bem rara durante todas as temporadas.

Apesar dos móveis da cozinha não serem nada moderninhos e nesse tom de bege sem graça, mais posteres divertidos e muitas fotos coladas na porta da geladeira dão um toque mais pessoal.

Decoração em série: Will & Grace

Will & Grace é uma sitcom estadunidense criada por David Kohan e Max Mutchnick e transmitida pela NBC entre os anos de 1998 a 2006, contabilizando oito temporadas. O programa se manteve entre os vinte programas de maiores audiências do Nielsen Ratings por metade de seu período de exibição. Também foi o seriado de maior audiência entre pessoas entre 18 e 49 anos de idade no período entre 2001 e 2005, além de ter ganho 16 Emmy Awards (entre 83 nomeações) e ter sido uma das três únicas sitcons onde os quatro atores principais receberam Emmy Awards.

O sucesso foi tanto, que 10 anos depois, a série foi retomada como se nada tivesse acontecido. Literalmente, uma vez que os produtores resolveram ignorar o final (totalmente insatisfatório e triste, na minha humilde opinião) e voltar às histórias e cenários de sempre. Em 28 de setembro de 2017, a NBC trouxe de volta nossos quatro personagens tão queridos de volta às telinhas e aos palcos do teatro, uma vez que série tem boa parte de suas cenas filmadas diante a plateia.

A história se passa na cidade de Nova York e tem como base a relação entre os personagens Will Truman (Eric McCormack), um advogado gay, e Grace Adler (Debra Messing), uma decoradora de interiores hétero. Completando o elenco, os dois são acompanhados por seus amigos Karen Walker, uma socialite alcoólatra, e Jack McFarland, um ator alegremente gay. A relações entre eles traz provações e confusões de namoro, casamento, divórcio e sexo casual, bem como piadas da cultura gay e judaica.

Entre os cenários que fazem parte da trama, dois deles são fixos: o apartamento onde os personagens de Will e Grace moram e escritório de design de interiores onde Grace trabalha. Com a volta da série como se nada houvesse mudado, era de extrema importância que os cenários fossem os mesmos e os espectadores puderam, de fato, pensar que os sets permaneceram os mesmos, com algumas atualizações aqui e ali, mas, na realidade, foi mais uma reconstrução do que uma atualização leve. Boa parte do set original estava em exposição no Emerson College desde o fim da série em 2006 e o decorador Peter Gurski pôde trabalhar em cima de peças já existentes, fazendo alguns ajustes que refletissem o estilo de vida dos moradores ao longo desses anos, supondo que Will se tornou um advogado de sucesso e Grace é uma designer de interiores.

A décima temporada de Will & Grace (segunda, desde o revival) já estreou e, mesmo ainda em andamento, já foi renovada para mais um ano. Ambas temporadas contarão com cinco episódios a mais do que a nona, para nossa alegria!