Quarto de irmãos – como utilizar o espaço de forma funcional

Dividir quarto com um irmão é uma das melhores e mais significativas experiências do mundo. Você aprende na marra a respeitar o espaço do próximo, aprende ou não a viver ocupando pouco espaço (já que tem que dividir o armário) e aprende a abrir mão de alguns desejos e acaba conhecendo coisas novas (já que tem que dividir a TV, o som, o computador, etc). Além disso, você sempre terá companhia para conversar (ou ficar calado perto), para chorar no ombro, correr para perto quando estiver com medo e tantas outras vantagens que só quem divide o quarto com alguém sabe. É fato que ter um irmão já te faz, naturalmente, uma pessoa mais fácil de conviver, e se por alguns anos da vida você for obrigado a dividir o quarto com ele, então, te garanto: você vai valorizar bem mais o momento em que tiver um espaço só seu. Sim, é claro que existem as partes chatas, mas vamos focar nas boas, né?!

Para facilitar a vida dos que vão dividir esse ambiente em comum é essencial que se aproveite o espaço da melhor maneira para que se respeite a individualidade de cada um. Se o tamanho assim permitir, o ideal é que se tenha tudo em dupla, tendo em vista que haverá diversos momentos em que ambas pessoas podem estar realizando a mesma atividade, principalmente se a idade for igual ou próxima. Como nem sempre há espaço suficiente, alguns mobiliários como escrivaninha, penteadeira e armários devem ser divididos entre os irmãos.

Se o quarto for pequeno, o aproveitamento de espaço deve ser completamente planejado para aproveitar cada centímetro do quarto de uma forma funcional. Uma ótima maneira de aproveitar esse espaço, é com o uso das famosas beliches. Há quem pense que ela funciona ocupando muito mais espaço do que nos fazendo ganhar. Isso acontece porque ela ocupa uma parte horizontal e vertical do quarto, dando a impressão que preenche muito mais espaço do que se houvessem duas camas comuns lado a lado. Mas há diversas formas de dispor essas camas, de modo a pesar menos visualmente e ainda ganhar espaços que podem ser preenchidos com gavetas, mesinhas para estudo, cantinho para brincar, etc.

É possível trabalhar num tema ou tabela de cores que agrade os dois, independente se forem do mesmo sexo ou não, o que importa é que ambos se agradem e se sintam bem, sem que nenhum gosto se sobressaia mais do que o outro. Se não rolar esse gosto em comum, melhor manter tudo mais básico e estampar a personalidade de cada um, cada um do seu lado.

Se o quarto for grande, dá pra ousar bem mais. Caso seja para crianças pequenas, dá pra ter bastante espaço para brincar, sendo essencial que tudo fique ao alcance delas. Se for um quarto para adolescentes, dá pra criar uma privacidade maior separando os espaços através de algum mobiliário. Se for um ambiente grande e com boa altura, então, dá pra cada um manter seu espaço e, ainda assim, dividir um espaço em comum, como um cantinho da leitura/cinema (ou cama auxiliar para quando receberem os amigos para dormir).

Ter um profissional auxiliando nesse tipo de projeto é essencial para que esse aproveitamento de espaço seja feito de forma funcional e para que o ambiente fique agradável. Gostaram das inspirações?!

Decoração em série: Sou Luna

Quando a pessoa é viciada em série, a gente acompanha até as séries que a filha assiste, né? E de todas que ela acompanha, essa é, definitivamente a minha preferida depois de iCarly. Sou Luna é uma série argentina tipo novelinha com coprodução da Disney e transmitida pelo Disney Channel. O enredo conta a história da adolescente (Luna) que mora em Cancún, ama cantar e sonha em ser patinadora profissional e tem a vida virada de ponta à cabeça quando seus pais recebem uma proposta de emprego em outro país. Já em Buenos Aires, ela conhece Ámbar e o namorado dela, Matteo, que acaba gostando de Luna (e vice-versa) e daí começa todo aquele enredo adolescente que a gente já sabe muito bem o final, mas mesmo assim fica ansiosa torcendo e acompanhando.

Com um quê de novela mexicana, ainda tem o agravante de ter toda uma história por trás envolvendo a Srta. Sharon, a patroa de seus pais, que é, na verdade, a tia biológica da Luna e está à procura da sobrinha perdida só pra se certificar que ela não venha colocar os dedos na herança dela, sem saber que a sobrinha já está morando na casa dela. Eita que confusão, né?! O núcleo adolescente, quando não está na escola, está no Jam and Roller, uma pista de patinação onde todos patinam, cantam, tomam suco e postam vídeos na internet, tudo isso em muito clima de intriga e paquera.

Fora todo o clima de “Malhação” que mesmo a gente crescendo, nunca se cansa, a série chama atenção por mais duas coisas: as músicas (são muito legaizinhas já aprendi todas) e a decoração, tanto da lanchonete/pista de dança, quanto do quarto da protagonista, que é o que vou mostrar aqui. Bora ver?

Vale ressaltar que a decoração foi toda “feita pela própria Luna“, que vai morar com os pais na mansão da patroa e dá aquele up no quarto pra que este fique mais a cara dela e ela possa fazer daquele espaço o seu lar. Apesar de ter muito colorido, nota-se uma predominância do azul e rosa, presente nas paredes. Em volta da porta e nas paredes laterais, podemos perceber vários desenhos feitos com stencil, que é uma solução bem baratinha pra quem quer uma parede mais divertida e não está no clima de usar papel de parede.

À esquerda da porta temos uma parede super rosa onde abriga a área da cômoda + prateleiras. Além de guardar roupas e afins, a cômoda também serve para exibir objetos decorativos e poderia, até mesmo fazer as vezes de penteadeira, se adicionado um espelho em cima. Mas no caso do quarto dela, há uma prateleira logo acima com mais outros objetos à vista.

Logo ao lado da cômoda, há uma área de leitura com uma poltrona e um banquinho coberto de crochê com revistas e livros, tudo bem colorido, mas sempre com os tons de azul e rosa em destaque. Acho um charme os passarinhos de origami pendurados acima como um móbile. Já a cama da Luna, localizada logo abaixo da janela, é de ferro e foi enfeitada com cordões de luz coloridos em rosa, roxo e branco que combinam com um criado mudo de madeira pintado de azul com um abajur rosinha e outros itens, incluindo flores. As flores também são vistas na roupa de cama e almofadas que compõem a cama e a poltrona.

Por último, pulamos para a a parte da direita da porta. Temos esse “vácuo” entre a cama e a escrivaninha e já que a câmera nunca mostra essa área, imaginamos um enorme guarda-roupa + porta pra o banheiro, quem sabe?! A escrivaninha, assim como o criado mudo e a cômoda, tem bem aquela cara de móvel antigo que contou com apicação de tinta pra dar uma repaginada, né? Acho que a intenção foi bem essa e é uma solução ótima pra quem possui móveis bons mas que acha que não ta combinando com o ambiente: taca tinta pra cima! Uma prateleira dupla fica à cima da mesinha, comportando livros, porta-retratos e outros itens decorativos. Gosto também do detalhes das caixas no chão e o “love” de metal na parede, onde ela usa para pendurar os colares.

E aí, gostaram do quarto da Luna? Não dá vontade de assistir à novelinha só pra ficar vendo a decoração? Só tenham cuidado, pois em poucos episódios vocês já vão estar cantarolando e querendo aprender a patinar rsrs. Que outras séries vocês queriam ver a decoração bem detalhadinha? Aceito sugestões!