Como usar o grafite em ambientes residenciais

O conceito urbano tem sido cada vez mais procurado por um público jovem por atender às suas necessidades através da combinação entre design moderno e representação da cultura de rua. Nesse estilo, tudo o que representar a street art poderá se transformar em elemento chave para se trazer para dentro de ambientes, como o grafite, lambe-lambe, placas de trânsito, pôsteres e outros objetos de rua. Madeira, tijolo aparente, cimento queimado, acrílico e vidro são alguns itens que podem ser combinados a esse estilo, misturados entre tons neutros e alguns pontos de cores fortes.

Esse estilo pode ser completamente atemporal, desde que faça parte do entorno do usuário. Afinal, tudo que buscamos usar buscando atender somente ao desejo de estar por dentro de alguma tendência, acaba transpassando que aquilo não faz parte da nossa personalidade; e a possibilidade de enjoarmos rápido é grande. Porém, se é algo que te agrada, independente de “estar na moda”, as chances de acerto são maiores.

Esse post veio pra mostrar que o grafite está cada vez mais presente em ambientes residenciais de uma maneira sofisticada e cheia de personalidade, sem que fique parecendo que você está lá no “Beco do Batman“. Seja na cozinha, na sala ou até mesmo no quarto do(a) filho(a), esse importante elemento da arte de rua fica lindo dentro de casa. Ta duvidando? Então dá uma olhadinha…